top of page
Buscar

Python no Excel: conhecendo a nova integração

Em agosto, a Microsoft anunciou a integração nativa do Python no Excel. Python é uma das linguagens de programação mais utilizadas e a integração com o Excel uma das ferramentas mais utilizadas nas empresas como para análise de dados.


O Phython no Excel veio com o principal propósito fazer a análise de dados no Excel utilizando e em parceria com o Anaconda para distribuição segura das bibliotecas Python. Como escrito no site da Anaconda, é a “junção do poder do Python com a flexibilidade do Excel”.


Com essa parceria, terão diversas bibliotecas disponíveis para utilizar como Pandas, NumPy, Seaborn, Martplotlib, Statsmodels entre outras.


Você não irá precisar instalar o Python em sua máquina, o código irá rodar na nuvem da Microsoft, para isso você precisará estar conectado na internet para poder rodar os códigos Python.


Lembrando que, no momento, este recurso está disponível apenas no canal Beta para quem faz parte do programa Insider do Office 365.


Inserir código Python

Para inserir o código Python em uma célula temos 3 Formas.

1. Na guia Fórmulas, Inserir Python.


2. Usando a função =PY


3. Tecla de Atalho: CTRL + ALT + SHIFT + P

Para saber se está usando o código Python na célula é só verificar o PY em verde na célula conforme a imagem a seguir.


Para alterar entre a célula e a barra de fórmulas você pode usar a tecla de atalho CTRL + F2.


Ao finalizar o código você precisa teclar CTRL + ENTER para executar.


Tipos de Saída

Há 2 tipos de saída do código Python, Objeto Python e Valor do Excel.


O Objeto Python o resultado fica embarcado dentro de uma única célula e o valor do Excel ele despeja em uma ou mais células.


Para alternar a forma de saída pode ser feito na barra de fórmulas como na imagem a seguir.


Clicando com o botão direito da célula, selecionando Saída em Python ou pela tecla de atalho CTRL+ALT+SHIFT+M.


Dataframe

O dataframe é um objeto da biblioteca Pandas que podemos traduzir como se fosse uma tabela do Excel e acredito que será uma das bibliotecas mais utilizadas.

Para criar um dataframe é utilizado a função xl() e podemos utilizar diversas fontes para criar um.


Intervalo de células: xl("J6:M10", headers=True)

Tabela: xl("tbDados[#Tudo]", headers=True)

Matriz Dinâmica: xl("J22#", headers=True)

Conexão do Power query: xl("DadosPQ", headers=True)


Ordem de Execução

A ordem de execução das células Python segue a ordem da esquerda para direita e de cima para baixo e também a ordem das planilhas.


Se eu criar um Dataframe na célula A2 e na célula A1 querer chamar este Dataframe não vai funcionar, precisar estar na sequência.




Principais Teclas de Atalho

Inserir Célula Python: CTRL+ALT+SHIFT+P

Alterar Saída do Python: CTRL+ALT+SHIFT+M

Alternar entre Célula e Barra de Fórmulas: CTRL+F2

Expandir barra de fórmulas: CTRL+SHIFT+U

Executar Código: CTRL+ENTER


Considerações Finais

Como a integração ainda está em fase beta, podem ocorrer alguns bugs como já visto que, em alguns casos, para inserir o código Python em uma célula, ao invés de =PY é =AJ, e outras coisas que vão ser corrigidas com o tempo.


Uma dica para ganhar performance e não ficar recalculando todos os códigos toda vez que executar um código é mudar o mudar para as opções de Cálculo para Parcial, na guia Fórmulas.





Um grande abraço e até o próximo artigo!

Comments


bottom of page